Páginas

domingo, 17 de junho de 2012

Tirando sangue

Isso já aconteceu há um tempo, mas vale a pena registrar aqui.
Há um tempo atrás eu fiquei doente durante uma semana, fui ao hospital duas vezes nesse tempo. Na segunda vez que fui, o médico disse para mim realizar o exame de sangue. O problema é que eu tenho PAVOR de agulha. No dia que iam assassinar meu braço com agulha não acordei psicologicamente preparada pra isso. Fui levada a força pra lá. Tava bamba toda vida quando cheguei ao cruel local onde retiram sangue. Meu pai teve que me empurrar pela escada para que eu conseguisse chegar ao meu cruel, escuro, frio e sombrio destino. Quando cheguei lá, a moça foi tirar meu sangue.  Entrei em desespero. Ela disse "Não vai doer nada, é só uma picada de formiga", e eu "Picada de formiga dói, por isso que ninguém gosta de levar uma!". Por que mente pra mim? NÃO É SÓ UMA PICADA DE FORMIGA. E MESMO QUE FOSSE, DÓI DO MESMO JEITO. Ela colocou a agulha no meu braço. O tempo parecia não passar. Tava tudo frio e escuro. Oh destino cruel! Nunca senti tanta dor com uma agulha na minha vida. Depois que retiraram todo o sangue que eu tinha circulando em minhas veias, fui embora. Traumatizada e sem sangue fui embora.

Um comentário: