Páginas

quinta-feira, 12 de julho de 2012

5 horas em um hospital

 No dia 11 de julho, eu acordei cedo para ir ao dentista. Fui, e tal. Na volta pra casa foi tranquila, mas ai eu vou sair do carro e entrar no prédio. Mas como até atravessar a rua pra mim é uma aventura, alguma coisa ia acontecer. Eu sai do carro, quando eu fui fechar  porta meu dedo resolve ir junto.
 Sai correndo para dentro e comecei a chorar, meu dedo começou a sangrar muito, subi para minha casa entrei correndo indo direto para o banheiro lavar meu dedo sangrento. Pronto, achei qeu tinha perdido meu dedo pra sempre.
 Meus primos de Rio Claro que estão aqui e mais um amiga deles me consolaram, falaram pra mim não chorar se não iam chorar também (só a Carol falo isso). Parei então de chorar.
 Depois de almoçar fui sair com minha prima e a amiga dela, passeamos e tal, ai meu dedo resolve começar a sangrar de novo, fomos então a Araujo que tem aqui perto pra ver se podia fazer um curativo no meu dedo zombie. A moça falo que não podia e tal e explico tudo direitinho, então na hora de ir embora, desmaiei.
 Minha prima ligo pros meus pais e fomos ao hospital. Fiquei lá 5 horas, sim eu contei. Foi uma coisa de louco. Enfim, eu to viva, bem, meu dedão ta doendo ainda mais ta melhor. E o melhor de tudo, não me espetarão com uma agulha.